Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Artigos

  02/01/2019 

6 de janeiro: aniversário de 525 anos da 1ª missa celebrada na América.

6 de janeiro: aniversário de 525 anos da 1ª missa celebrada na América. Carta do Papa

A Primeira Missa foi celebrada em solo americano em 6 de janeiro de 1494, precisamente há 525 anos, em Isabela, diocese de Puerto Plata, hoje República Dominicana, pelo Padre Bernardo Boyl e concelebrada por outros doze sacerdotes, que chegaram com Cristóvão Colombo em sua segunda viagem.

Carta do Papa

O Papa Francisco enviou uma Carta em latim ao cardeal Gregório Rosa Chávez, bispo auxiliar de San Salvador, seu Enviado especial às celebrações de encerramento dos 525 anos da celebração da Primeira Missa no Continente americano, que terão lugar em Isabela, Puerto Plata, República Dominicana, no próximo dia 5 de janeiro de 2019.

A delegação da Santa Sé que estará presente na celebração é composta pelo cardeal Gregório Rosa Chávez e pelos padres Carlos Manuel Abreu Frias – do clero da Arquidiocese de Santo Domingo e Secretário-Geral Adjunto da Conferência Episcopal – e Bernardo Kiwi, pároco da Diocese de Puerto Plata.

Em sua Carta, o Santo Padre diz que «o maior dom concedido pelo nosso Salvador aos seus Apóstolos, na Última Ceia, foi o Sacerdócio e a Eucaristia”. Na celebração deste sacramento, Jesus Cristo está presente sob as espécies do pão e do vinho.

Ao subir ao Céu, ele disse aos seus Apóstolos e seguidores: “Eis que estarei sempre convosco até ao fim dos tempos”. Esta sua promessa de estar presente entre ele seria a sua fortaleza. Esta é a certeza da nossa fé, que a santa Igreja de Cristo, a Igreja Católica, espalhada por todos os cantos do mundo, perpetuada nos séculos, em Cristo, por meio do sacrifício Eucarístico».

Dados históricos

A Primeira Missa foi celebrada em solo americano em 6 de janeiro de 1494, precisamente há 525 anos, em Isabela, diocese de Puerto Plata, hoje República Dominicana, pelo Padre Bernardo Boyl e concelebrada por outros doze sacerdotes, que chegaram com Cristóvão Colombo em sua segunda viagem.

A localidade de Isabela conserva a memória histórica da colonização e da evangelização das Américas, com a construção da primeira fortaleza do continente, recém-descoberto pelo navegador genovês, Cristóvão Colombo, com o apoio da Coroa espanhola.

Esta semente plantada pelo Padre Boyl e seus companheiros, segundo a Igreja dominicana, “deu início a uma grande colheita de cristãos, que, hoje em dia, representam mais da metade no mundo. A partir deste povoado da República Dominicana, Deus Pai continua se manifestando”.

No ano de 1500, a cidade de Isabela ficou despovoada por causa dos furacões. Sobre as ruínas da primeira igreja do Novo Mundo foi construído o Templo das Américas, onde se venera uma imagem de Nossa Senhora de Monserrat, trazida pelos conquistadores.

(Texto: Manoel Tavares/Vatican News)

Fonte: CNBB
Última atualização: 02/01/2019 às 11:24:57
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente este artigo

Nome:
Nome é necessário.
E-mail:
E-mail é necessário.E-mail inválido.
Comentário:
Comentário é necessário.Máximo de 500 caracteres.
código captcha
Código necessário.
 

Comentários

Seja o primeiro a comentar.
Basta preencher o formulário acima.

Rua Felino Barroso, 405 -  Bairro de Fátima  •  CEP: 60050-130  •  Fortaleza - CE
Caixa Postal 126 / 60001-970  •  Fone/Fax: (85) 3252-4046

  www.igenio.com.br